Amamentação impede gravidez?

6/28/20232 min read

a pregnant woman holding a baby in her belly
a pregnant woman holding a baby in her belly

🤱🏽 A amamentação é sim um contraceptivo natural e efetivo, mas apenas quando o bebê está em aleitamento materno exclusivo e em livre demanda (mama quantas vezes quiser no dia). Amamentar em livre demanda auxilia para a efetividade das atividades hormonais inibitórias da ovulação. Sem ovulação não há gravidez!

Isso ocorre pois a sucção da mama estimula a produção de prolactina, uma hormônio responsável pela produção de leite que também impede a atividade ovariana. Ou seja, enquanto os níveis de prolactina estiverem elevados o ovário deixa de funcionar.

Mas isso não é regra viu! O corpo humano é inteligentíssimo e entende que, enquanto a mãe alimenta um bebê, não pode gerar outro, e a chance de uma nova gestação neste período é muito baixa. PORÉM, pode acontecer!

⚠️ Então, se as mamadas estiverem espaçadas ou sendo complementadas com alimentação, é bom ficar atenta, pois pode ocorrer ovulação.

E se acontecer uma nova gestação enquanto o bebê ainda estiver mamando?

A amamentação pode continuar normalmente (desde que seja uma gestação sem riscos). Normalmente o bebê deixará de mamar no decorrer da evolução da gestação, pois o leite materno sofre algumas alterações no sabor e composição, além do desconforto na hora do "mamá" pelo crescimento da barriga da mãe! Hahahaha

É possível amamentar dois bebês de idades diferentes, caso eu engravide amamentando?

Sim! Nada impede que ambos os bebês sejam amamentados, mas deve-se priorizar o bebê mais novo que estará em aleitamento materno exclusivo, já que o mais velho estará em fase de introdução alimentar e terá a amamentação de forma complementar. No entanto, pode ser muito cansativo para a mãe, e se for de sua preferência, e o bebê mais velho já estiver completado 02 anos, pode-se seguir com o desmame.

Então sim, enquanto se amamenta de forma exclusiva, nosso corpo entende que não podemos gerar outro bebê, principalmente se não há menstruação. Mas, como não é regra, melhor se prevenir.