Introdução alimentar NÃO é dieta!

6/27/20231 min read

Quem nunca ouviu alguém dizer que precisa fazer a "comida do bebê"?

Essa história de preparar alimentos diferentes para o bebê e para a família, já caiu por terra! Só dificulta a rotina da família e acaba sendo um processo complicado e que exige muito esforço.

✨ Aproveite o início da introdução alimentar do seu bebê para rever os hábitos da sua família quanto aos temperos (é a única coisa que não é recomendada aos bebês - EXCESSO de sal ou uso de temperos industrializados).

❤️ Uma família que utiliza adição de sal de forma consciente e faz uso de temperos naturais, pode e deve compartilhar a mesma refeição com o bebê!!!

Então, invés de fazer a comida do bebê separada, sugiro que a família reveja os hábitos alimentares e comece a cozinhar a mesma comida para todos, com pouquíssimo sal de adição e utilizando temperos naturais. O bebê pode comer de tudo!! Arroz, feijão, carne vermelha, peixe, frango, legumes, verduras, frutas...

👶🏽 Comer junto prioriza diversos aspectos de relacionamento e desenvolvimento do bebê e da família. E comer junto não somente na presença, mas partilhando dos mesmos alimentos servidos a todos (em consistências adequadas à idade do bebê).

🔆 Praticidade é tudo, facilite a vida e a rotina!!!
.
.

⚠️ Excesso de sal não faz bem nem para os adultos.